Blog

Branqueamento Dentário – Tudo o que precisa de saber

Branqueamento Dentário
tudo branqueamento dentário

De forma natural e com o avançar da idade, os dentes tendem a escurecer. A este facto há outros a acrescentar que também contribuem para este efeito, nomeadamente os hábitos tabágicos, hábitos alimentares como disso são exemplo o café, chá, vinho e refrigerantes, a existência de dentes desvitalizados ou traumatizados e uma fraca higiene oral.

Para as diferentes causas de escurecimento dos dentes existem correspondentes soluções para melhorar a estética:

Os dentífricos que se dizem “branqueadores” na verdade não o são, limitando-se a remover as manchas superficiais dos dentes através do seu potencial abrasivo que pode desgastar o dente.

O que se verifica é que os fabricantes medem a abrasividade dos dentífricos mas não a indicam na embalagem e quanto maior o índice de abrasividade maior o risco de deterioração (desgaste) dos dentes causando a sua descoloração.

Hoje em dia, a técnica que combate o processo do escurecimento e deixa os dentes bonitos, brancos e saudáveis, chama-se branqueamento dentário.

Branqueamento dentário, o que é?

O branqueamento dentário é uma técnica que, sem lesar ou desgastar os dentes, remove os seus pigmentos intrínseco através de um processo de oxidação que resulta do contacto destes pigmentos com o gel branqueador.

Existem dois tipos de branqueamentos assistidos por profissionais qualificados:

  • o realizado em gabinete;
  • o ambulatório, realizado em casa.

Não obstante, qualquer uma das técnicas exige uma consulta com o seu médico dentista, pois se efetuados sem assistência podem causar danos irreversíveis tais como queimaduras na gengiva, mucosa adjacente e hipersensibilidade extrema.

O branqueamento realizado em consultório, apesar de apresentar resultados imediatos, não se prolonga no tempo e como se trata de um branqueamento mais agressivo para o dente, deixa-o desidratado, vulnerável e propenso à sensação de dor.

Assim, no mês de Maio, a Clínica Dentária de São Paulo promove  junto dos seus pacientes, uma destartarização e um branqueamento ambulatório a um valor promocional.

tudo branqueamento dentário
O que é o branqueamento ambulatório?

O branqueamento ambulatório é um branqueamento realizado em casa que resulta da actuação de um gel branqueador, o peroxido de carbamida, com uma concentração máxima de 16% a actuar nos dentes.O tempo de actuação varia de fabricante para fabricante.

Neste tipo de branqueamento, o paciente realiza uma consulta prévia para o dentista avaliar o estado de saúde das gengivas e a eventual existência de cáries, bem como efetuar uma destartarização e confeccionar as goteiras de branqueamento.

Com as goteiras recebe as instruções do tratamento e retira todas as eventuais dúvidas, e a partir daí o branqueamento é feito no conforto de casa.

Quem pode fazer um branqueamento dentário?

Em princípio, qualquer pessoa maior de idade com uma boa saúde oral o pode efectuar, no entanto, se apresentar alguma das situações abaixo, o branqueamento só deverá ser realizado após o tratamento destes problemas.

  • Dentes com muita sensibilidade
  • Presença de cáries
  • Gengiva retraída
  • Doença periodontal não controlada
  • Dentes muito escuros/acinzentados
  • Mulheres grávidas e crianças
  • Dentes com restaurações

Caso tenha os dentes muito escuros/acinzentados, o seu médico dentista terá de avaliar e propor a melhor solução. Se estiver grávida ou a amamentar é aconselhável que faça o branqueamento após esta fase.

Se possui restaurações nos dentes anteriores, coroas ou facetas, não é indicada a realização do branqueamento porque o gel não actuará na cor dos materiais que compõem estes dentes e em consequência poderá ter que as substituir ou reparar, no sentido de harmonizar a cor e a integridade das restaurações dentárias. Também neste caso o médico dentista explicará as opções ao dispor.

Que resultados vou obter?

A duração do efeito varia de caso para caso e é influenciada pelos seus hábitos de alimentação, tabágicos e de higiene oral. Há situações em que o padrão de cor desejado se mantém durante mais de 4 anos, outras, em que é necessário o reforço anualmente.

A frequência da realização do branqueamento neste caso, vai depender do aconselhamento do higienista oral/médico dentista.

Efeitos secundários

É natural que após um branqueamento tenha uma maior sensibilidade dentária a alimentos frios e ácidos pelo que  é importante que utilize pastas dentífricas e colutórios específicos que atenuem este efeito.

Questione-nos e dar-lhe-emos indicações precisas!

Artigos Relacionados

clínica são paulo design
Geral
Clínica Dentária de São Paulo: Design e proximidade com o paciente
Ver mais

Branqueamento Dentário – Tudo o que precisa de saber

Branqueamento Dentário
tudo branqueamento dentário

De forma natural e com o avançar da idade, os dentes tendem a escurecer. A este facto há outros a acrescentar que também contribuem para este efeito, nomeadamente os hábitos tabágicos, hábitos alimentares como disso são exemplo o café, chá, vinho e refrigerantes, a existência de dentes desvitalizados ou traumatizados e uma fraca higiene oral.

Para as diferentes causas de escurecimento dos dentes existem correspondentes soluções para melhorar a estética:

Os dentífricos que se dizem “branqueadores” na verdade não o são, limitando-se a remover as manchas superficiais dos dentes através do seu potencial abrasivo que pode desgastar o dente.

O que se verifica é que os fabricantes medem a abrasividade dos dentífricos mas não a indicam na embalagem e quanto maior o índice de abrasividade maior o risco de deterioração (desgaste) dos dentes causando a sua descoloração.

Hoje em dia, a técnica que combate o processo do escurecimento e deixa os dentes bonitos, brancos e saudáveis, chama-se branqueamento dentário.

Branqueamento dentário, o que é?

O branqueamento dentário é uma técnica que, sem lesar ou desgastar os dentes, remove os seus pigmentos intrínseco através de um processo de oxidação que resulta do contacto destes pigmentos com o gel branqueador.

Existem dois tipos de branqueamentos assistidos por profissionais qualificados:

  • o realizado em gabinete;
  • o ambulatório, realizado em casa.

Não obstante, qualquer uma das técnicas exige uma consulta com o seu médico dentista, pois se efetuados sem assistência podem causar danos irreversíveis tais como queimaduras na gengiva, mucosa adjacente e hipersensibilidade extrema.

O branqueamento realizado em consultório, apesar de apresentar resultados imediatos, não se prolonga no tempo e como se trata de um branqueamento mais agressivo para o dente, deixa-o desidratado, vulnerável e propenso à sensação de dor.

Assim, no mês de Maio, a Clínica Dentária de São Paulo promove  junto dos seus pacientes, uma destartarização e um branqueamento ambulatório a um valor promocional.

tudo branqueamento dentário
O que é o branqueamento ambulatório?

O branqueamento ambulatório é um branqueamento realizado em casa que resulta da actuação de um gel branqueador, o peroxido de carbamida, com uma concentração máxima de 16% a actuar nos dentes.O tempo de actuação varia de fabricante para fabricante.

Neste tipo de branqueamento, o paciente realiza uma consulta prévia para o dentista avaliar o estado de saúde das gengivas e a eventual existência de cáries, bem como efetuar uma destartarização e confeccionar as goteiras de branqueamento.

Com as goteiras recebe as instruções do tratamento e retira todas as eventuais dúvidas, e a partir daí o branqueamento é feito no conforto de casa.

Quem pode fazer um branqueamento dentário?

Em princípio, qualquer pessoa maior de idade com uma boa saúde oral o pode efectuar, no entanto, se apresentar alguma das situações abaixo, o branqueamento só deverá ser realizado após o tratamento destes problemas.

  • Dentes com muita sensibilidade
  • Presença de cáries
  • Gengiva retraída
  • Doença periodontal não controlada
  • Dentes muito escuros/acinzentados
  • Mulheres grávidas e crianças
  • Dentes com restaurações

Caso tenha os dentes muito escuros/acinzentados, o seu médico dentista terá de avaliar e propor a melhor solução. Se estiver grávida ou a amamentar é aconselhável que faça o branqueamento após esta fase.

Se possui restaurações nos dentes anteriores, coroas ou facetas, não é indicada a realização do branqueamento porque o gel não actuará na cor dos materiais que compõem estes dentes e em consequência poderá ter que as substituir ou reparar, no sentido de harmonizar a cor e a integridade das restaurações dentárias. Também neste caso o médico dentista explicará as opções ao dispor.

Que resultados vou obter?

A duração do efeito varia de caso para caso e é influenciada pelos seus hábitos de alimentação, tabágicos e de higiene oral. Há situações em que o padrão de cor desejado se mantém durante mais de 4 anos, outras, em que é necessário o reforço anualmente.

A frequência da realização do branqueamento neste caso, vai depender do aconselhamento do higienista oral/médico dentista.

Efeitos secundários

É natural que após um branqueamento tenha uma maior sensibilidade dentária a alimentos frios e ácidos pelo que  é importante que utilize pastas dentífricas e colutórios específicos que atenuem este efeito.

Questione-nos e dar-lhe-emos indicações precisas!

Artigos Relacionados

clínica são paulo design
Geral
Clínica Dentária de São Paulo: Design e proximidade com o paciente
Ver mais